Pular para o conteúdo principal

Resenha: Erros nas Entrelinhas

Livro: Erros nas Entrelinhas
Editora: Pendragon
Autor(a): Brenda Ripardo

Sinopse:
Samantha é capitã do time das líderes de torcida e namora Devin, o quarterback do time de futebol. Mas para ela, as coisas não haviam sido fáceis, já que era o tipo de garota invisível.

Logo no primeiro dia de aula ela conhece Benjamin, um garoto recém-chegado na cidade, cujo contato inspirador, desperta novamente nela o amor pela música, que há anos permanecia adormecido.

Benjamin é diferente, envolvente, e faz com que os sentimentos de Samantha em relação a ele cresçam, e embora ela tente lutar contra isso, o destino parece sempre querer uni-los.

O intenso envolvimento de ambos a deixa certa de que ele é o seu verdadeiro amor. Entretanto, nada parece estar a salvo, pois Samantha acaba cometendo erros e ferindo os sentimentos das pessoas que a cercam.

Ela terá como lição que os segredos nem sempre estão seguros e que tomar certas decisões, podem trazer sérias consequências.


Olá queridos leitores e leitoras, preparados para mais uma resenha literária. Venham comigo descobrir minhas impressões à respeito da obra.

Inicialmente temos a protagonista
Samantha que é uma adolescente que esta cursando o ensino médio e não tinha muitos amigos até a garota se tornar líder de torcida e ser a jovem mais popular da escola.
Sam é o cara mais cobiçado entre as garotas e ele é o namorado de Devin.
Mas ao conhecer Benjamin, Sam começa a se questionar se realmente gosta de Devin a ponto de continuar com o relacionamento. A partir daí a cabeça de a garota começa a embaralhar e, ela não consegue destinguir com clareza os seus próprios sentimentos.
A leitura é leve, fluida e bem gostosa de ser realizada.
Esta estória é sobre um romance adolescente, onde a protagonista Samantha que tem apenas 16 anos e comete algumas burradas, bastante infantis, típico da idade é verdade, no decorrer do livro, algumas vezes fiquei com raiva dela e outras quis abraça-la. No entanto o comportamento errante de a garota é compreensível afinal é uma menina que está crescendo e passando por diversas situações desafiadoras e primeiras vezes em sua existência. Tudo é novidade para a garota experienciar.
A escrita da Brenda é fascinante, já havia lido outras histórias dela, mas essa foi a mais completa que eu li da autora.
O livro é todo narrado em primeira pessoa pela Sam. Um ponto que me deixou um pouco incomodado foi não saber o ponto de vista de outros personagens existentes no livro, mas esse detalhe não tira a competência de autora ter criado um ambiente bastante agradável aqui nessa obra.
O livro também traz alguns assuntos mais sérios como depressão, traição, uso de drogas e bulling.

Quote favorito.

Sabe quando você tem ideias e quer contar desesperadamente para alguém? Para saberem que você não é apenas um rostinho bonito e tem cérebro, e um QI muito bom.

Finalizo por aqui, espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!


Comentários

  1. Olá, Luciano.
    O livro lembra muito aqueles filmes de adolescentes americano. Eu gosto do estilo, mesmo me irritando com algumas atitudes adolescentes, mas a gente já foi também hehe. Mas não gosto de narrativa em primeira pessoa.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi, nossa esse é o roteiro de um livro que eu gostaria muito de ler. Amo livros que falam sobre isso, numa fase mais adolescente, colégio, romance... Tudo de bom! rsrs'
    Gostei muito de ler sua resenha ^-^
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Melissa! O livro é muito bom, se puder leia-o, certamente a leitura lhe causará uma sensação agradável. Que bom que gostou da resenha. É bom vê-la aqui em meu blog novamente, apareça mais vezes.

      Excluir
  3. Oi
    legal que a a leitura é fluida e envolvente, eu gosto de histórias desse tipo, fiquei interessada na leitura dele.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise! Quando puder não deixe de o ler. A leitura é prazerosa.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zona de conforto!

Todos nós já passamos por muitas decepções e frustrações ao longo de nossa caminhada. Com o passar do tempo, ficamos receosos com tudo e todos. Muito normal, mas não podemos ser dominados pelo medo. Por receio dos riscos, fracassos e frustrações podemos acabar inconscientemente com as nossas realizações. Ou seja, o medo é o maior causador da autosabotagem. Achamos que não somos capazes e merecedores de vitórias, sucesso e felicidade.
O desconhecido nos provoca muito medo. "Vai dar tudo certo? O que vai acontecer? Terei sucesso?" Esse medo faz com que nos mantenhamos na nossa “zona de conforto”. Muitas pessoas encontram-se estagnadas em sua vida porque se deixam amedrontar por essa sensação de insegurança.
Pare e reflita! Como é viver sem arriscar? Viver sem intensidade? Viver com medo? É viver de uma forma mais ou menos, sem aquele frio na barriga ou adrenalina. Você perde oportunidades incríveis por causa dessa insegurança. O medo é o pior empecilho para que você atinja se…

Incompletos!

Perdemos vários aprendizados quando esse acesso é interrompido, os tais emaranhados, e com isso dificultamos nosso processo natural de evolução.
Então, se essas informações nos pertencem, porque não podemos nós mesmos resgatá-las?
Basta para isso que tenhamos alguns pontos a considerar.
Se você tem dificuldade em aceitar seus erros, vai ficar muito difícil entender as emoções e reflexões que esse processo irá gerar. Tem que estar ciente que não somos o umbigo do mundo, que nem sempre o erro está no outro e estar disposto a promover modificações na forma de agir e pensar.
Todos os movimentos que fazemos durante uma constelação têm por objetivo olhar os membros da família com amor. Não se tem como aprender com a vivência do outro se não compreendemos que por mais “daninha“ aparentemente tenha sido sua passagem nesse mundo, sempre se tem o que aprender com ele. Sem essa compreensão, excluímos o indivíduo e com ele toda a gama de sabedoria que nos seria útil. Lembrando que "exclusão…

Resenha: Mini contos e muito menos

Obra: Mini contos e muito menos
Editora:Amazon/Independente
Autor: Marcelo Spalding

Sinopse:
Minicontos e Muito Menos é o primeiro livro de minicontos de Marcelo Spalding, doutor em Língua Portuguesa que, em seu Mestrado, fez a primeira dissertação do Brasil sobre os minicontos. Marcelo também é editor do site www.minicontos.com.br


Olá queridos leitores e leitoras, hoje trago a vocês uma resenha de uma  obra muito peculiar, trata-se de "mini contos e muito menos". Pelo título já dá para saber que a obra é de mini contos, para ser preciso são 5 mini contos contidos na obra. Os nomes dos mini contos são: Cinco Marias, Ciranda da vida, Cédula viva, Faces de sete poemas e Sinal dos tempos. Os minicontos são narrados independentes, os mesmos não possuem ligação entre si, visto que, em alguns livros de contos, os mesmos possuem ligação com os outros, nessa obra não. Eu achei os minicontos muito bem escritos, com tramas bem elaboradas e também coerentes em suas histórias, contudo …