Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de fevereiro, 2024

Sobre Sebos e Livros

Olá caros leitores e caríssimas leitoras! Como estão? Hoje venho falar de um assunto importante para comunidade leitora brasileira. Se você assim como eu gosta muito de ler, então essa postagem é pra você mesmo. Uma dica que posso dar para você que quer muito ler um livro, mas não tem dinheiro, no momento, para comprá-lo porque está caro é parar um momento para repensar a questão do consumo inteligente, pois a moda do momento e do futuro é ser uma pessoa sustentável, não é mesmo?! Então tentar encontrar um exemplar de segunda mão seria uma opção bastante acessível para você. Em geral os SEBOS sempre serão os melhores amigos de leitores ávidos, e pensando nisso, vai que encontra algum livro interessante por lá e com precinho camarada? Então, não perca tempo e procure logo por eles! Se não encontrar o livro que quer, espere um pouco e volte lá em alguns dias, uma hora esse livro vai chegar no SEBO mais perto de você. Acredite! Seja persistente! Caso não tenha paciência ou saúde, por ser

Poema: Universo

Olá, caros leitores e caríssimas leitoras! Como estão? Hoje é dia de poema por aqui. Vamos conferir então! Poema: Universo Nos confins do vasto universo. Uma imensidão de mistérios e encantos.  Estrelas brilham em um manto. De profundos segredos imerso. Galáxias dançam a sua sinfonia. Planetas orbitam em perfeita harmonia. Buracos negros escondem sua luz. Na imensidão que nos seduz. Nebulosas pintam o céu como telas. Com suas cores vibrantes e belas. Nuvens cósmicas de gás e poeira. Criam espetáculos de raro efeito na atmosfera. Constelações contam histórias milenares. Enquanto cometas cruzam os ares. A lua ilumina a escuridão. Guiando os perdidos em busca de direção. Em cada estrela existe um sonho. Um mundo novo, um universo risonho. Somos poeira cósmica, pequenos seres.  Conectados a essa imensidão que é a galáxia.  O universo nos convida a explorar.  A viajar por entre os astros a galopar.  A compreender nossas origens e destino. E a desbravar o desconhecido sem tino. No universo e

Resenha: Na Linha Da Loucura

LIVRO: NA LINHA DA LOUCURA ANO DE LANÇAMENTO: 2014 AUTOR: CRISTIAN LUIS HRUSCHKA EDITORA: Amazon NÚMERO DE PÁGINAS: 67 CLASSIFICAÇÃO: ☆☆☆☆☆ Sinopse: Ao encontrar o dinheiro em seu paletó, percebeu que não se tratava de um sonho. O real passou a confundir-se com o imaginário. A perplexidade o deixava impotente diante da situação absurda que o envolvia, cuja solidão somente ele poderia vencer. Em uma narrativa rápida e objetiva, a trama envolve a vida de um advogado que passa a viver em um mundo de delírio. "Na Linha da Loucura magnetiza o leitor desde a primeira página até o fim. Cristian Luis Hruschka é um escritor nato, dotado de vigoroso talento literário, em cuja prosa há uma força, a força de seu poder de dar vida aos personagens dessa narrativa envolvente, carregada de tensão, de suspense..." (Fernando Jorge, escritor). Olá, caros leitores e caríssimas leitoras! Como estão? Hoje trago para vocês a resenha de uma obra excelente. Vamos conferir então! A leitura de NA LINHA

Poema: Paixão

Olá, caros leitores e caríssimas leitoras! Como estão? Dia de poema por aqui. Hoje trago para vocês o poema paixão. Vamos conferir então! Poema: Paixão Paixão, doce tormento que habita o peito. Como um fogo que queima, não tem jeito. Arde a alma, consome o desejo.  É como um vício, um veneno, um ensejo. No brilho dos olhos, o reflexo do encanto.  Um sorriso que derrete, quebra qualquer quebranto. O coração acelera, não tem mais sossego.  A paixão é um furacão, um turbilhão de ego. É um rio que corre desenfreado.  Leva a razão, deixa o corpo balançado. É dor, é amor, é transbordamento.  Pode vir com muito sofrimento.  Uma entrega intensa, um envolvimento. Na paixão, encontramos a felicidade.  E também a tristeza, a ansiedade. É um mar de emoções, uma montanha-russa de vaidades.  A paixão é uma dança que nos encusa. É o suspiro que escapa dos lábios.  É o fogo que incendeia todos os sábios. A paixão, essa chama, essa intensidade.  Nos envolve, nos enlaça, nos traz a tal  liberdade. No pe

Resenha: A Cabana

LIVRO: A CABANA  ANO DE LANÇAMENTO: 2008 AUTOR: WILLIAM P. YOUNG EDITORA: SEXTANTE NÚMERO DE PÁGINAS: 240 CLASSIFICAÇÃO: ☆☆☆ Sinopse: Esta história deve ser lida como se fosse uma oração – a melhor forma de oração, cheia de ternura, amor, transparência e surpresas. Se você tiver que escolher apenas um livro de ficção para ler este ano, leia A cabana." - Michael W. Smith. Publicado nos Estados Unidos por uma editora pequena, A cabana se revelou um desses livros raros que, através do entusiasmo e da indicação dos leitores, se torna um fenômeno de público – já são quase dois milhões de exemplares vendidos – e de imprensa. Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada. Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cab

Poema: Sexo

Olá, caros leitores e caríssimas leitoras! Como estão? Hoje é dia de poema por aqui. Apresento-lhes o poema sexo.  Vamos conferir então! Poema: Sexo Entre lençóis de desejo e paixão.  O corpo se entrega em volúpia e tesão. Um momento de entrega e de prazer. Onde os corpos dançam, sem medo de se perder. Peles que se tocam, se ardem e se consomem.  Em um fogo intenso que jamais consome. Beijos quentes, abraços apertados.  Desejos aflorados, corações acelerados. O suor escorre, como prova de entrega.  Em uma dança intensa, sem pressa ou nega. O prazer invade cada célula do ser.  E em cada movimento, a alma se deixa viver. Neste ato sublime de amor e cumplicidade.  Descobrimos a essência da nossa humanidade. Sem vergonha ou julgamento, se permite sentir.  A delicadeza e a força que o sexo pode emitir. É uma sinfonia de corpos e movimentos.  Uma arte que flui em gemidos e lamentos. Uma explosão de sensações e sentimentos.  Que nos faz dançar nos limites dos nossos pensamentos. É o encontro