Pular para o conteúdo principal

Postagens

Aquela Triste Poesia Ambulante

Num certo dia eu vi um homem.
Não era muito velho nem muito novo. Não parecia querer chorar.
Tinha jeito de quem morria de fome, se vestia mal e cheirava tristemente.
Todos os dias eu passava por esse homem, pois o ônibus que me
permitia chegar ao lugar onde eu trabalho, passava pela esquina na qual ele
morava. E todos os dias eu o via no mesmo lugar, doentemente drogado.
fazendo os mesmos movimentos com os braços: chacoalhando de um lado
para o outro, as vezes parecendo tocar sua guitarra invisível, não com tanto
amor como algum guitarrista famoso, mas provavelmente com grandioso talento
também.
Aquele homem não fazia diferença na vida de ninguém. Nós, seres
humanos frequentadores daquele bairro, éramos indiferentes a sua
existência, ainda que de certa forma ele transbordasse uma curiosa
maluquez e que pusesse medo em senhoras e crianças de forma frequente.
Aquele homem não tinha a menor noção de como era abençoado por ser
um ser. Ele não sabia que em cada átomo do seu corpo havia a…
Postagens recentes

Nasci aculá

Nasci aculá
Na terra do lar
Vim pra banda de cá
Querendo um amor encontrar
Quando vieres me buscar
Terei de me entregar
Carinho hei de apagar
Sentimentos por ti terei de lamentar
Campos floridos pra te abraçar
Trazendo no peito solidão machucar
Morro sem solucionar
Memórias de um moribundo sem casar

Velas acesas noites de luar

As flores brotam
A água do rio desagua no mar
Procuro encontrar teu olhar
Preso num sussurro devagar
Pensamentos voam para alcançar
Vozes serenas a pairar
Sereno noturno me embriagar
Velas acesas noites de luar
Caminhando lentamente a beira mar
Procuro encontrar verdades a bailar
Mentiras a contar sobre a imensidão do vasto nuclear
Tentarei sozinho me encontrar
Até o dia do terminar
Ajustes a delirar enigmas encontrar
Para eternizar
Amor de verão passou sem avisar
Memórias vivas torturas a lembrar
Você me dizendo que não queria mais ficar
Andorinha foi voar
Pensamento e o tempo demora a passar...

Resenha: Afinal, por que estou aqui?

Livro: Afinal, por que estou aqui?
Editora: Alegro
Autor: John Strelecky

Sinopse:
Muitas pessoas se sentem nos agitados tempos atuais perdidas e sem entender claramente seu propósito de vida. Este é um livro que tem o poder de mudar profundamente o leitor transmitindo uma mensagem que mudará toda a perspectiva em relação à vida. É um livro de reflexão motivação e especialmente inspiração para ajudar o leitor a ter uma visão crítica de si mesmo e de sua própria vida e entender por que está aqui e para onde está indo. Afinal não basta saber somente o que se deseja mas ter a coragem de efetivamente caminhar para a vida que se quer ter. O autor narra neste livro sua fantástica história de mudança em um momento em que ele se sentia perdido e descontente sem saber exatamente para onde ia ou por que seguia naquela direção. Qualquer pessoa de qualquer idade irá se beneficiar muito dos ensinamentos e das descobertas de Strelecky.

Olá caro leitores e caríssimas leitoras, hoje eu trago para voc…

Resenha: O Fotógrafo

Livro: O Fotógrafo
Editora: Amazon
Autor(a): Jéssica Milato

Sinopse:
Adam Rodriguez é um fotografo renomado da cidade de Campinas. Alto e charmoso utiliza de seus dotes físicos para atrair as mulheres mais lindas e cobiçadas da sociedade e conseguir as melhores fotos para furos de reportagem, por isso possui um curriculum de dar inveja a qualquer um, no entanto seu fetiche pode o tornar muito mais monstruoso do que belo.
Kiara Ferraz é formada em jornalismo e busca seu lugar ao sol como jornalista investigativa. Mora com a mãe num bairro de classe média da cidade e mesmo tentando seguir em frente, um ocorrido durante a faculdade a perseguirá como uma sombra.
Um fotógrafo, uma jornalista, um vício e uma descoberta.
O Fotógrafo vai levar você através de um mundo obscuro onde o fim da carreira de um é a ascensão da carreira do outro.

Olá caro leitores e caríssimas leitoras, hoje eu trago para vocês um livro que muito me surpreendeu pela sua qualidade. Agora, sem enrolar, pois já o fiz, …

Fui feliz por um instante

Alucinação pulsante
Corpo delirante
Semblante marcante
Minh'alma navegante
Mar deslumbrante
Joia brilhante
Póstumo negrejante
Caminhei nos pés em diante
campo verdejante
Sol radiante
Tarântula gigante
Simetria sufocante
Mulher amante
Fui feliz por um instante

Resenha: Mentirosos

Livro: Mentirosos
Editora:Seguinte
Autor:E. Lockhart

Sinopse
Na família Sinclair, ninguém é carente, criminoso, viciado ou fracassado. Mas talvez isso seja mentira. Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos passam as férias de verão em sua ilha particular. Cadence - neta primogênita e principal herdeira -, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Durante o verão de seus quinze anos, as férias idílicas de Cadence são interrompidas quando a garota sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembr…