Pular para o conteúdo principal

Resenha: Benjamin Litter

Livro: Benjamin Litter
Editora: Amazon/AGBook
Autor: Leonardo Otaciano

Sinopse:
Até que ponto a sua honestidade é capaz de ser prioridade em seu caráter? Siga os passos de Benjamin Noah, jovem poeta brasileiro que após uma sucessão de perdas, torna-se desacreditado da vida e vive a se questionar sobre a felicidade. As paixões, o amor enlouquecido por Rafaela e as escolhas e atitudes desonestas que trazem ao rapaz as piores consequências vão fazê-lo entender o verdadeiro sentido do que é ser feliz.

Olá caro leitores e caríssimas leitoras, hoje eu trago para vocês conhecerem mais um livro de meu irmão, dessa vez é Benjamim Litter. Venham comigo descobrir as minhas impressões à respeito da obra.

A obra me levou a refletir o quão grandioso o ser humano pode ser. Que todos buscam a felicidade, isso é fato, mas, até onde você iria e o que você faria para ser feliz? Essas questões vocês encontrarão ao ler o livro. Nos dias atuais o ser humano valoriza o TER e acaba se esquecendo por completo do que verdadeiramente ele é, ou seja, SER. Dinheiro, bens materiais como carros possantes, mulheres gostosas... isso lhe traz felicidade? Esse romance social te mostrará que somente o dinheiro não te trará felicidade, e poderá acontecer o oposto, lhe trazendo uma infelicidade sem volta, levando o ser humano ao abismo da alma. Eu li a obra em um dia, porém não pense você que ele não tenha mensagens a se passar, pois tem sim, e bastante. Agora, vamos a minha análise sobre essa obra literária. Como de costume, começarei falando dos personagens do livro, vamos lá.

Benjamin Noah vive sem irmão e irmã e a mãe desaparecera quando ele ainda era uma criança. Benjamin é o personagem principal da trama, a vida dele não está sendo nada fácil, ele vive todo santo dia o seu próprio inferno. Pra piorar, sua namorada cujo nome é Rafaela, terminou o relacionamento com ele o deixando completamente sem chão. As suas finanças vão de mal a pior pois ele faltava ao serviço e estava prestes a ser demitido. Para amenizar um pouco a sua solidão, tem um cão doméstico chamado Rudolf. Com a morte de seu pai, ele se vê sozinho e sem esperança alguma de dias melhores em sua vida. Danilo, seu amigo de outrora, fora outro fracassado na vida, tentara passar no vestibular porém não conseguiu e fora dominado pelo vício do álcool e tabaco.

Certo dia Benjamin encontrara uma sacola com uma bela quantia em dinheiro e, a partir desse fato, temos uma história cheia de nuances e fatos surpreendentes. Rafaela, personagem importante na trama, foi a que eu mais me identifiquei, sendo essa muito meiga e decidida, trazendo ao mesmo tempo uma ternura e paz. Sendo pediatra ela é o encantamento em forma de mulher. Os outros personagens secundários da história foram bem elaborados e o enredo fora construído de forma que não deixou buraco em seu núcleo principal.

Falando sobre a leitura do livro:

O livro é narrado em 3ª pessoa e tem uma narrativa simples e objetiva, porém com bastante detalhes sobre alguns cenários e em certos momentos a leitura torna-se bastante sofisticada com uma escrita ao estilo de autores clássicos. No meu entender o autor foi genial ao criar o final para a obra, é algo inimaginável que não fere a coerência da sua magistral obra. Os personagens têm sentimentos, pude me ver claramente no personagem principal Benjamin, diante à leitura. Por ser um livro de poucas páginas você o devora rapidamente e, quando termina, a vontade é de devorá-lo novamente, a leitura não é cansativa em nenhum momento. Ponto para o autor que soube conduzir a narrativa de forma objetiva, sem ser demasiadamente seca ao estilo noticiário de jornal. Outro ponto importante que eu devo dizer sobre o livro é que o mesmo tem uma carga poética grandiosa, dentro da trama envolto durante a narrativa da história, inserido no contexto geral existem poesias, o que causa até certo ponto, principalmente para os leitores(a) desacostumados uma surpresa agradabilíssima, o que gera no leitor(a) uma sensação prazerosa ao ler variados tipos de poema dentro do livro, sem ser especificamente um livro de poemas e ou poesias, no meu ponto de vista esse foi mais um acerto do autor. Se você gosta de romance e também de poemas/poesia esse livro é para você.

Meu quote favorito:

"A vida está no mundo para todos e embora poucos saibam a usar, ela ainda continua lá. Alguns são obstinados, outros erguem os braços e gritam pelo fracasso, mas todos estamos no meio de um grande furacão, essa é a grande lógica de viver. Nada pode ser deixado de lado, até simples grãos de areia ou mostarda ocupam os seus devidos lugares nesse espaço gigantesco e são capazes de fazer uma vasta diferença no fim das contas... Por que, então, fechar os olhos e se jogar de ponta cabeça num oceano de derrotas que você mesmo pintou? Isso não faz o menor sentido. Pinte tudo novamente e dessa vez use as cores mais fortes que você puder usar. Não faça isso por ninguém ou por algo, faça isso por você."
Pág. 49

Finalização:

A capa e a diagramação do livro estão perfeitas, por sinal, eu acho linda a capa do livro que combina com a gênese da trama. O livro é bem reflexivo e como de costume o autor nos faz refletir muito em suas obras, e essa é a que ele faz isso com a maior competência. Como eu disse, o livro é perfeito, a trama foi muito bem trabalhada, pesquisada, e enfim, finalizada de forma magistral. A leitura me fez refletir bastante e eu amo livros assim, pois sou uma pessoa que adoro a reflexão, sendo assim o livro me caiu muito bem. Só posso dizer que leiam pois estarão adquirindo uma obra maravilhosa. Livro excelente, com ares reflexivos e o final é simplesmente genial. Será que o meu irmão é um gênio? Leiam e me digam se ele é ou não um gênio. Finalizo por aqui, espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!

Comentários

  1. Olá,
    Não conhecia esse livro e achei a sinopse bem interessante, procurei a capa do livro na internet e achei bem bonita (gosto de ver sempre a capa dos livros) Sua resenha ficou ótima, com uma escrita clara e direta. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, leia o livro. Irás gostar da leitura e o final é genial. Leia e me conte o que achou. Que bom que você gostou da resenha!

      Excluir
  2. Oi
    legal que você e seu irmão são escritores, parece ser uma boa obra e que bom que gostou dela.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Confesso que me perdi um pouquinho no seu formato, na hora de comentar. Rs.

    juliamodelodemodelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Luciano, tudo bem?
    Família de escritores, que bacana! Parabéns ao seu irmão pela publicação.
    A resenha ficou ótima e deu pra entender bem os principais questionamentos e reflexões da obra.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri! Grato pelo elogio, que bom que você gostou da resenha. Eu recomendo muito a obra, é sem dúvida muito boa. Beijos!

      Excluir
  5. Olá, Luciano.
    Não precisa ir muito longe para ser feliz não. Eu acredito que a felicidade está nas minimas coisas hehe. Achei o livro bem interessante e se der eu vou ler ele. Desculpa dar uns pitacos no seu blog, mas a meu ver acho interessante você colocar as capas dos livros nas postagens. E se der para mudar as cores acho que ficaria bem mais fácil para quem lê o blog. Acredito que a maioria das pessoas tem problemas de vista e letras brancas com fundo preto deixa a gente vesgo hehe

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil. Leia o livro é maravilhoso. Grato por suas dicas, vou ver se consigo deixar o blog melhor.

      Excluir
  6. Obrigado pela resenha, caro irmão, ficou ótima, e pelos elogios também, mas estou longe de ser um gênio, rs...
    Fico feliz em saber que a ideia reflexiva de Benjamin sobre as escolhas da vida tenha realmente sido passada. Forte abraço e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! O livro é maravilhoso e no meu ponto de vista o final que você concebeu ao livro é sim coisa de gênio. Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zona de conforto!

Todos nós já passamos por muitas decepções e frustrações ao longo de nossa caminhada. Com o passar do tempo, ficamos receosos com tudo e todos. Muito normal, mas não podemos ser dominados pelo medo. Por receio dos riscos, fracassos e frustrações podemos acabar inconscientemente com as nossas realizações. Ou seja, o medo é o maior causador da autosabotagem. Achamos que não somos capazes e merecedores de vitórias, sucesso e felicidade.
O desconhecido nos provoca muito medo. "Vai dar tudo certo? O que vai acontecer? Terei sucesso?" Esse medo faz com que nos mantenhamos na nossa “zona de conforto”. Muitas pessoas encontram-se estagnadas em sua vida porque se deixam amedrontar por essa sensação de insegurança.
Pare e reflita! Como é viver sem arriscar? Viver sem intensidade? Viver com medo? É viver de uma forma mais ou menos, sem aquele frio na barriga ou adrenalina. Você perde oportunidades incríveis por causa dessa insegurança. O medo é o pior empecilho para que você atinja se…

Incompletos!

Perdemos vários aprendizados quando esse acesso é interrompido, os tais emaranhados, e com isso dificultamos nosso processo natural de evolução.
Então, se essas informações nos pertencem, porque não podemos nós mesmos resgatá-las?
Basta para isso que tenhamos alguns pontos a considerar.
Se você tem dificuldade em aceitar seus erros, vai ficar muito difícil entender as emoções e reflexões que esse processo irá gerar. Tem que estar ciente que não somos o umbigo do mundo, que nem sempre o erro está no outro e estar disposto a promover modificações na forma de agir e pensar.
Todos os movimentos que fazemos durante uma constelação têm por objetivo olhar os membros da família com amor. Não se tem como aprender com a vivência do outro se não compreendemos que por mais “daninha“ aparentemente tenha sido sua passagem nesse mundo, sempre se tem o que aprender com ele. Sem essa compreensão, excluímos o indivíduo e com ele toda a gama de sabedoria que nos seria útil. Lembrando que "exclusão…

Resenha: Mini contos e muito menos

Obra: Mini contos e muito menos
Editora:Amazon/Independente
Autor: Marcelo Spalding

Sinopse:
Minicontos e Muito Menos é o primeiro livro de minicontos de Marcelo Spalding, doutor em Língua Portuguesa que, em seu Mestrado, fez a primeira dissertação do Brasil sobre os minicontos. Marcelo também é editor do site www.minicontos.com.br


Olá queridos leitores e leitoras, hoje trago a vocês uma resenha de uma  obra muito peculiar, trata-se de "mini contos e muito menos". Pelo título já dá para saber que a obra é de mini contos, para ser preciso são 5 mini contos contidos na obra. Os nomes dos mini contos são: Cinco Marias, Ciranda da vida, Cédula viva, Faces de sete poemas e Sinal dos tempos. Os minicontos são narrados independentes, os mesmos não possuem ligação entre si, visto que, em alguns livros de contos, os mesmos possuem ligação com os outros, nessa obra não. Eu achei os minicontos muito bem escritos, com tramas bem elaboradas e também coerentes em suas histórias, contudo …