Pular para o conteúdo principal

Resenha: O Estranho Apartamento do Professor Clodoberto

Livro: O Estranho Apartamento do Professor Clodoberto
Editora: Giz
Autor (a): Rosana Rios




Sinopse:
Vida de professor não é fácil. Que o digam o Professor Clodoberto e Dona Clarinha. Agora que o aluguel ficou muito alto, terão que se mudar... de novo. Eles encontraram um apartamento, mas fica muito longe da escola onde o velho professor ainda trabalha. Chegou a hora de se aposentar.
Entre problemas do presente, questionamentos sobre o passado e apreensão pelo futuro, o casal descobre algo extraordinário: As plantas deixadas pelo antigo morador do novo apartamento aos poucos ganham consciência. No começo, são sussurros. Não demora a surgirem diálogos.
O estranho apartamento do professor Clodoberto é onde se encontram personagens ternos e reais, que vivem situações comuns, mas de formas extraordinárias. É a simples história de pessoas com coragem, amor e, principalmente, esperança.



Olá caros leitores e caríssimas leitoras, preparados para mais uma resenha literária. Venham  comigo descobrir minhas impressões à respeito da obra.



Clodoberto e Clarinha são professores. Ela já é aposentada; ele está prestes a se aposentar. Porém, apesar de idosos, a vida deles não é tão fácil assim; como nós sabemos, professores não ganham tão bem, então eles vivem se apertando financeiramente. Em mais um desses problemas financeiros, Clarinha e Clodoberto percebem que terão que se mudar.
Após visitar um apartamento, eles resolvem que lá seria a sua nova residência. O lugar era um pouco distante, mas como a pintura não estava muito boa, eles conseguiriam um bom desconto. Assim sendo, fecham contrato e acabam se mudando. Porém, o que eles nem imaginavam é que aquele apartamento geraria uma grande aventura.
Após terminarem a mudança e se instalarem quase que completamente, o casal começa a perceber algo um tanto estranho: as plantas começam a se mexer como se fossem gente. O que já era um absurdo, piora: as demais plantas do apartamento começam a ter o mesmo destino e ainda passam a conversar. Sem dúvidas, algo muito especial estava acontecendo ali.
Partindo dessa premissa, Rosana Rios cria um enredo encantador. Sabe aquele livro que é claramente para um público juvenil, mas que acaba por ganhar os adultos também? Esse é o caso dessa obra. A doçura de Clarinha e a bondade de Clodoberto ganham o leitor de uma maneira que é quase inexplicável. Ademais, o mistério das plantas falantes prende o leitor que fica ávido por respostas.
Além de ter um enredo muito envolvente, o livro ainda passa uma série de mensagens muito importantes, principalmente para os leitores mais novos. Começamos pela valorização das pessoas que estão na terceira idade, apresentando como elas são úteis para sociedade e cheias de experiências para passar para os mais jovens. Além disso, temos lições de amor, de confiança, de amizade e, principalmente, de esperança.
Além das belas mensagens passadas, Rosana Rios também merece os parabéns pelos personagens criados. Clarinha e Clodoberto são incríveis. Ao ler a obra, você tem vontade de abraçá-los eternamente. Além deles, a turminha de amigos do prédio também cativa, pois são animados, estudiosos e muito divertidos. Claro, ainda adoram uma boa bagunça e uma fofoca.
Desta maneira, só me resta indicar "O Estranho Apartamento do Professor Clodoberto". Esse é um livro perfeito para crianças e adolescentes; ademais, ainda consegue proporcionar uma leitura leve e agradável para os adultos. Recomendado! Em resumo "O Estranho Apartamento do Professor Clodoberto" é uma leitura divertidíssima e bastante leve. Para os que procuram um livro para entretenimento, este aqui sem dúvida é uma excelente opção. Finalizo por aqui, espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!


Comentários

  1. Respostas
    1. Oi, Monique! O livro é muito bom, pois é leve e divertidíssimo.

      Excluir
  2. Nossa, eu não conhecia o livro, mas fiquei encantada já na sinopse. Ao longo da resenha fui percebendo que é o tipo de leitura que me agrada muito. É muito bom ler um livro assim, principalmente entre uma leitura mais pesada e outra. Se eu tiver a chance de ler, com certeza o farei!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suelen! O livro é ideal para intercalar entre uma leitura mais pesada, pois o livro é leve e muito divertido.

      Excluir
  3. Olá, Luciano.
    Já fui até pesquisar o preço porque me interessei bastante. E ele está com um preço bom. Pela aventura me lembrou os livros que eu lia na época da escola. E achei bem interessante os protagonistas serem mais velhos.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil! O livro é excelente, você vai gostar da experiência da leitura desse livro.

      Excluir
  4. Ah, amo tanto esse tipo de livro que consegue encantar a todos os públicos. É algo, em minha opinião, cada vez mais difícil de achar. Já me imagino morrendo de amores por esse casal. Nem sei o que faria se minhas plantinhas começassem a se mexer rs

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa! Leia-o! Você vai amar o casal de velhinhos e a obra num todo. Abraço!

      Excluir
  5. Adorei a sua resenha, Luciano!
    Aproveitei para conhecer seu blog, que não conhecia!
    Gostei do conteúdo, viu?
    Eu nao conhecia o livro, mas gostei que o mesmo passa diversas lições
    E simmmm
    é importante valorizar os mais velhos
    Gostei que os nomes são bem brasileiros e chegam a soar engraçadinhos para a leitura( percepção minha rsrs)

    Obrigada pela visita, fico feliz que leia CoHoover também hehehe

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pâmela! Fico feliz que você tenha gostado do conteúdo do blog. O livro é excelente, pois possui uma leitura leve e divertidíssima. Agradeço sua visita e volte sempre. Beijos!

      Excluir
  6. Oi Luciano,
    Como trabalho em escola, sempre que vejo um livro assim, eu repasso a indicação a coordenação. Acho super importante incentivarmos a leitura e por que não com nossos nacionais?

    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alessandra! O livro é sim uma excelente dica para os alunos lerem.

      Excluir
  7. Eu nunca tinha escutado falar nesse livro, mas acabei de colocá-lo na minha lista de 2020, haha

    https://isabelpastel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Luciano. Tudo bem? Eu conheço a Rosana Rios do livro Sangue de Lobo, mas ainda não tinha visto esse e gostei tanto da sua resenha, parece aquele tipo de livro juvenil leve e gostoso. Suas descrições do Clodoaldo e da Clarinha me deixou com vontade de conhecê-los.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa estou bem e você? O livro "Sangue de Lobo" eu conheço, por sinal é um excelente livro. Este livro é muito bom de ser lido, pois é leve e divertidíssimo. Não deixe de o ler. Beijos!

      Excluir
  9. Não conheço esse livro, mas também me surpreendo de vez em quando com alguns livros juvenis, mas que encantam dos 8 aos 80 anos. Esse livro deve ser aquele que dá um quentinho no coração.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hanna! O livro é muito bom, se puder não deixe de o conferir. Beijos!

      Excluir
  10. Oi Luciano.
    Esse livro tem um gosto de nostalgia. Faz um tempo que não leio nada leve que tenha realmente boas mensagens a se passar, mas fiquei encantada com essa premissa. Parece ser um livro perfeito para mim.
    Beijos.
    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jessica! O livro é muito bom, leve e divertidíssimo. Certeza de que você vai amar a leitura. Beijos!

      Excluir
  11. Eu adoreeei a premissa!!! Livros que divertem são o máximo!!!

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zona de conforto!

Todos nós já passamos por muitas decepções e frustrações ao longo de nossa caminhada. Com o passar do tempo, ficamos receosos com tudo e todos. Muito normal, mas não podemos ser dominados pelo medo. Por receio dos riscos, fracassos e frustrações podemos acabar inconscientemente com as nossas realizações. Ou seja, o medo é o maior causador da autosabotagem. Achamos que não somos capazes e merecedores de vitórias, sucesso e felicidade.
O desconhecido nos provoca muito medo. "Vai dar tudo certo? O que vai acontecer? Terei sucesso?" Esse medo faz com que nos mantenhamos na nossa “zona de conforto”. Muitas pessoas encontram-se estagnadas em sua vida porque se deixam amedrontar por essa sensação de insegurança.
Pare e reflita! Como é viver sem arriscar? Viver sem intensidade? Viver com medo? É viver de uma forma mais ou menos, sem aquele frio na barriga ou adrenalina. Você perde oportunidades incríveis por causa dessa insegurança. O medo é o pior empecilho para que você atinja se…

Incompletos!

Perdemos vários aprendizados quando esse acesso é interrompido, os tais emaranhados, e com isso dificultamos nosso processo natural de evolução.
Então, se essas informações nos pertencem, porque não podemos nós mesmos resgatá-las?
Basta para isso que tenhamos alguns pontos a considerar.
Se você tem dificuldade em aceitar seus erros, vai ficar muito difícil entender as emoções e reflexões que esse processo irá gerar. Tem que estar ciente que não somos o umbigo do mundo, que nem sempre o erro está no outro e estar disposto a promover modificações na forma de agir e pensar.
Todos os movimentos que fazemos durante uma constelação têm por objetivo olhar os membros da família com amor. Não se tem como aprender com a vivência do outro se não compreendemos que por mais “daninha“ aparentemente tenha sido sua passagem nesse mundo, sempre se tem o que aprender com ele. Sem essa compreensão, excluímos o indivíduo e com ele toda a gama de sabedoria que nos seria útil. Lembrando que "exclusão…

Resenha: Mini contos e muito menos

Obra: Mini contos e muito menos
Editora:Amazon/Independente
Autor: Marcelo Spalding

Sinopse:
Minicontos e Muito Menos é o primeiro livro de minicontos de Marcelo Spalding, doutor em Língua Portuguesa que, em seu Mestrado, fez a primeira dissertação do Brasil sobre os minicontos. Marcelo também é editor do site www.minicontos.com.br


Olá queridos leitores e leitoras, hoje trago a vocês uma resenha de uma  obra muito peculiar, trata-se de "mini contos e muito menos". Pelo título já dá para saber que a obra é de mini contos, para ser preciso são 5 mini contos contidos na obra. Os nomes dos mini contos são: Cinco Marias, Ciranda da vida, Cédula viva, Faces de sete poemas e Sinal dos tempos. Os minicontos são narrados independentes, os mesmos não possuem ligação entre si, visto que, em alguns livros de contos, os mesmos possuem ligação com os outros, nessa obra não. Eu achei os minicontos muito bem escritos, com tramas bem elaboradas e também coerentes em suas histórias, contudo …