Pular para o conteúdo principal

Resenha: Caçadora - A Última Caça-Vampiros #1

LIVRO: Caçadora A Última Caça-Vampiros # 1 ANO DE LANÇAMENTO: 2019 AUTORA: Kiersten White EDITORA: Plataforma 21 NÚMERO DE PÁGINAS: 410 CLASSIFICAÇÃO: ★★★★   Sinopse: Nina e sua irmã gêmea, Artemis, estão longe de serem garotas comuns. Na verdade, é praticamente impossível ser quando se cresce numa escola de guardiões, que é um tanto diferente do tipo de escola que estamos habituados. Nela, os estudantes são treinados para guiar e proteger caçadoras – estas, Escolhidas capazes de enfrentar as forças da escuridão. Mas, enquanto a mãe de Nina é membra do Conselho dos Guardiões, a jovem nunca incorporou o estilo violento que lhe é esperado… Em vez disso, segue seus instintos de cura e de cuidar, ganhando aos poucos seu espaço como a paramédica da escola. Até o dia em que a vida de Nina muda para sempre: a jovem torna-se uma Escolhida. E o pior: ela é a última Escolhida, para sempre. Ponto-final. Tudo culpa de Buffy – a famosa caçadora que o pai da jovem morreu para proteger. Assim, confor

Resenha: Belas Maldições

LIVRO: Belas Maldições

ANO DE LANÇAMENTO: 2017

AUTORES: Terry Pratchett e Neil Gaiman

EDITORA: Bertrand Brasil

NÚMERO DE PÁGINAS: 350

CLASSIFICAÇÃO: ★★★★★♦





Sinopse:

Um descendente direto de O Guia do Mochileiro das Galáxias escrito por dois dos maiores autores britânicos de fantasia O mundo vai acabar em um sábado. No próximo sábado, e ainda por cima antes do jantar. O que é um grande problema para Crowley, o demônio mais acessível do Inferno, residente na Terra, e sua contraparte e velho amigo Aziraphale, anjo genuíno e dono de livraria em Londres. Depois de quatro mil anos vivendo entre os humanos, eles pegaram um gosto pelo mundo, e o Armagedom lhes parece um evento bastante inconveniente. Então, para evitar o fim do mundo, precisam encontrar a chave de tudo: o jovem Anticristo, agora um menino de 11 anos vivendo tranquilamente em uma cidadezinha inglesa. Em seu caminho, acabarão trombando com uma jovem ocultista, dona do único livro que prevê precisamente os acontecimentos do fim do mundo, caçadores de bruxas ainda na ativa e, quem sabe, até os Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Mas eles precisam ser rápidos. Não é só o tempo que está acabando.




Olá caros leitores e caríssimas leitoras, preparados para mais uma resenha literária. Venham comigo descobrir minhas impressões à respeito da obra.




Há seis mil anos, mais precisamente no dia 21 de outubro, Deus criou o mundo. Fez os animais, as plantas, céu, oceanos, essas coisas todas. Fez um paraíso e nele pôs um homem. Depois uma mulher. Para guardar os portões do Éden, escalou um anjo com uma espada flamejante. Mas isso não impediu que um outro anjo rastejasse do céu até a Terra. Então ele se transformou em um demônio. Ou melhor, numa cobra. A partir daí, anjo e demônio, ou Aziraphale e Crowley, conviveram até o fim dos tempos. Eram inimigos tão próximos que poderiam ser considerados amigos.

Ainda há um livro. As Belas e Precisas Profecias de Agnes Nutter, Bruxa. Ele nunca vendeu, pois as profecias de Agnes eram realmente precisas. Ele era direcionado a uma única pessoa, Anathema Device, decendente profissional. As previsões tratavam de objetos perdidos ao Apocalipse. E esse último era o que mais importava, o trabalho da vida de Anathema. Falando em Apocalipse, não podemos esquecer de seus 4 caveleiros. Ou melhor, motoqueiros.

Entre bebês, patos especialistas em realpolitik, usinas nucleares, tibetanos, freiras diabólicas, e músicas do Queen, Belas Maldições, publicado aqui pela Bertrand Brasil, fala da atrapalhada e mágica chegada do filho do Diabo à Terra. A junção da ironia de Terry Pratchett e a fantasia de Neil Gaiman fizeram do Apocalipse uma estória encantadora, com os personagens mais inusitados e as cenas mais engraçadas da literatura.

Gostamos de Crowley e Aziraphale logo de início. Os dois travam longos diálogos sobre o grande Plano Inefável de Deus, filosofam sobre o bem, o mal e a atitude das pessoas. Tratam o Céu e o Inferno como duas empresas concorrentes, procurando a melhor forma de fazerem seus trabalhos. Se reúnem casualmente para tratar de negócios, fecharem contratos para agradar seus superiores. Os dois estão tão ligados a Terra que, no momento em que o Anticristo chega, decidem não querer que ela acabe.

Partindo dessa premissa Pratchett e Gaiman construíram uma obra grandiosa, com narrativa repleta de referências externas, indo do cotidiano londrino a clássicos da literatura, música, cinema e quadrinhos. Várias notas de rodapé dão um tom mais cômico ainda à trama, conseguindo inserir momentos incomuns de forma natural na narração. E é genial a forma com que tratam as esquisitices humanas, usando do sarcasmo e ironia para mostrar os nossos defeitos. E por falar neles, a humanidade carrega consigo inúmeros e incontáveis até os dias atuais.

O Anticristo de Gaiman e Pratchett é um garoto com uma imaginação ilimitada, que vive uma vida simples na pequena Tadfield, e passa seus dias liderando uma gangue em busca de aventuras. E tem um cão demoníaco, chamado Cão. Quem imaginaria um anticristo desses? Pois é, toda a estória de Belas Maldições é assim, totalmente criativa, cativante e gostosíssima de ler.

A principal mensagem do livro certamente está entre as linhas dos diálogos de Crowley e Aziraphale, que falam muito sobre o comportamento humano. Eles não creditam os atos bons e maus a feitos próprios, mas a predisposição do homem de escolher o que fazer. Mostra que muitas vezes, o bem pode ser o mal, e vice-versa. Todas as personagens tem algo para passar, e ensinam a dar valor a vida, por mais simples que ela seja. É um manual de como viver, de como manter o mundo funcionando.

Belas Maldições é um dos melhores livros que já li caros leitores e queridas leitoras, e com certeza vai encantar muitos leitores ainda. Nunca o fim do mundo será tão divertido de ser desbravado. A escrita de Neil Gaiman dispensa comentários, sendo assim, neste livro sua escrita continua impecável e, juntamente com Pratchett ficou irresistivelmente encantadora. Ademais é um livro fluido e preciso no que se propõe a ser. Recomendadíssimo! Em resumo, Belas Maldições é um livro perfeito, que merece ser lido por todo tipo de leitor. Finalizo por aqui, espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!




Comentários

  1. Oi Luciano,
    Um dos melhores livros que já leu? UAU! Eu não tive um bom primeiro contato com o Gaiman, mas quem sabe não arrisco a leitura futuramente?

    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alessandra! O livro é surpreendentemente maravilhoso. Quando puder não deixe de conferir. Abraço!

      Excluir
  2. Oi Luciano, tudo bem?
    Pela capa eu nunca acertaria a temática do livro!
    Adorei, parece ser bem divertido, e fiquei especialmente curiosa pelos diálogos filosóficos entre os rivais.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri. Vou bem, e você? Certamente a capa do livro engana muitos leitores, mas para os que leem a obra, acabam por descobrir um livro excelente. Que bom que você curtiu a dica. Beijo!

      Excluir
  3. Ei, Luciano, tudo jóia? Eu não li o livro, mas a Amazon fez uma adaptação, e eu simplesmente amei a série, o Crowley é maravilhoso, e a história tem todo um contexto, é muito bem feita, não tem ponto sem nó. Eu não sei se a série chegou a altura do livro, mas ainda assim eu gostei muito. E fico feliz que você tenha amado a leitura!


    Books House

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laura! Quando puder leia-o, você irá gostar da leitura. Abraço!

      Excluir
  4. Oi, Luciano. Tudo bem?
    Não li nada do Pratchett e do Gaiman sou apaixonada por Coraline e você realmente amou a leitura desse livro. Uma das melhores leituras que já teve não é pouco.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa. Vou bem, e você? O livro é surpreendente, e muito bem construído. Uma leitura inesquecível! Beijo,

      Excluir
  5. Tenho de Neil Gaiman um encadernado capa dura de quadrinhos. Uma antologia chamada "Dias da Meia-Noite". Achei bem interessante. Mas deve ser ainda mais interessante essa literatura dele. Um dia pretendo conhecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabiano! Não deixe de conhecer, pois é uma obra fascinante. Abraço!

      Excluir
  6. Oie, tudo bem?
    Ainda não conhecia, mas valeu pela dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felipe! Vou bem, e você? Quando puder leia-o. Abraço!

      Excluir
  7. Eu já li e super amei a narrativa. As pitadas de sarcasmo e humor com uma pitadinha de puxão de orelha e religião para a gente.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monique! Este livro é tudo de bom não é mesmo! Que bom que gostou. Abraço!

      Excluir
  8. Não li,mas vou ler. Deve ser ótimo, Luciano! Pela resenha maravilhosa.


    Obrigada pela visita e volta sempre.

    Beijos sabor carinho e uma segunda_feira de paz

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderExcluir
  9. Olá, Luciano.
    Eu me surpreendi muito com esse livro. Como já tinha lido alguns livros do Gaiman antes e não gostado de nenhum fui já esperando não gostar desse e acabei amando. Não sei se assistiu a série mas gostei bastante também.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sil! O livro é surpreendente. Uma obra maravilhosa. A série eu não assisti. Abraço!

      Excluir
  10. Oi
    eu já li algumas resenhas desse livro, mas nunca chamou minha atenção o suficiente para a leitura, mais parece ser uma leitura muito boa e bem escrita, que bom que a experiência foi positiva.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise! O livro é maravilhoso, uma surpresa literária maravilhosa. Se você ler certamente irá gostar da obra. Abraço!

      Excluir
  11. Oi, Luciano!
    Quando li o nome do Gaiman entre os autores, confesso que meus olhos se encheram porque ele escreveu um dos meus livros favoritos da vida (Coraline) e queria saber mais sobre a história desse.
    Mas me desanimei um pouco, não curto esse tipo de leitura que incorpora elementos religiosos e satiriza o assunto. Ainda mais quando tem demônios no meio haha. Mas que bom que você gostou :) essa dica eu vou passar.

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laura! Que pena que você não curta o tema, pois o livro é maravilhoso. Abraço!

      Excluir
  12. Oi Luciano, tudo bem?
    Passando aqui novamente para agradecer seu comentário e desejar um bom restinho de semana!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri. Vou bem, e você? Bom fim de semana pra você também. Beijo!

      Excluir
  13. Essa leitura me rendeu ótimas risadas. Eu amei a obra e separei vários trechos interessantes. Ainda não vi a série, mas pretendo.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leyanne! O livro é maravilhoso. Eu também pretendo assistir a série. Abraço!

      Excluir
  14. Olá Luciano!

    Eu assisti a série mais por causa do David Tennat, ator que faz o Crowley. A trilha sonora ficou muito boa. A série não me deixou com vontade de ler o livro.
    Mas sua resenha me colocou uma pulga atrás da orelha, acendeu uma faisca. Ainda mais que eu ainda não li nada do Neil Gaiman.

    Boa próximas leituras,
    Apesar do Caos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karen! Eu não assisti a série. Se você gostou do que viu, certamente gostará da leitura do livro. Os livros do Neil Gaiman costumam ser excelentes. Espero que leia o livro e que a leitura lhe agrade. Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog